ALL.BIZ: Angola  |  Mapa  |  Sobre servidor  |  Publicidade Entrada | Registro
Regiões do Angola : Página principal

Região Bié

Produtos e serviços por mercado
 
Cultura - Todas as regiõesBié : Cultura
/ Página principal / Cultura - Todas as regiões /
CULTURA
A província com capital Kuito encontra-se no planalto no centro do país. A sua área de 71 tis. Km2 é comparável com a República Checa ou Portugal. Tem mais que 1 milhão habitantes, metade dos quais vive nas quatro maiores cidades entre quais pertencem Kuito e Andulo.

Bié tem uma forma de coração e encontra-se no próprio centro geográfico do país, entre 10°34' – 14°18' de latitude e 15°42' – 19°13' de longitude. A capital Kuito está a 1600 metros sobre o nível do mar. No Norte faz fronteira com províncias Malange, Lunda Norte e Lunda Sul, no Sul com Lunda, Moxico, Cuando – Cubango e no Oeste com Huambo, Kwanza – Sul e Huíla. A maioria dos rios angolanos inclusivamente o maior rio do país, Kwanza, nascem no Bié. Os rios Luando e Cuemba são situados na parte ocidental e graças às suas grandes cataratas têm um bom potencial hydroenergético. Na era colonial a província até tinha uma produção industrial que, portanto, foi destruída durante guerra.

De ponto de visto geológico a área da província não está bem examinada. Até hoje são conhecidas jazidas de minério, materiais radioactivos e fósforos 20 km de Andulo. Na região de Nharea, Chitembo e Cuemba, ao longo do rio Kwanza, e sobretudo em Caievo, Dando e Lúbia encontram se minas de diamantes.
O clima húmido e quente com as temperaturas médias durante ano entre 19 – 21°C faz a província acomodada para agricultura e agro-pecuária. O período de chuvas quente com precipitações 1000 – mm por ano dura de Outubro até Abril. De Maio até Setembro é período seco com as temperaturas médias entre 2 e 10 graus no mês mais frio e 18 e 25 no mês mais quente.

Segundo ao último censo do povo vivem na província 1 200 000 habitantes dos quatro grupos étnicos: Kibalo, Songo, Bailundo e Bien. Ao longo do rio Kwanza vivem as tribos dos Nganguela e Luimbis. No este da província vivem Kiokos que são bons agricultores, criam gado, cultivam arroz, hortaliça, frutas, feijão, milho, mandioca, soja, plantas dos amendoins, sésamo, girassol e café.

Trata-se da província mais atigida pela guerra civil que acabou em 2002. As últimas lutas da guerra decorreram aqui. Os resultados são praticamente inexistente sistema de canalização e abastecimento com água. Hoje em dia a rede de energia eléctrica já está a começar funcionar quase sem intervalos no centro da cidade. Até hoje não foi recuperada a ferro via que antes da guerra ligava Kuito com a capital do país. A infra-estrutura ficou também gravamente destruída, as estradas são acessíveis só com carro de todo terreno, só no centro da cidade de Kuito há estradas de asfalto. A maioria das pontes foi também destruída e hoje em dia estão substituídas por pontes provisórias. A rede telefónica da companhia Unitel tem sinal na cidade Kuito. A rede fixa telefónica não existe.

BIÉ : CULTURA : ILUSTRAÇÕES
 

Província do Bié
 

História do Projecto
 

Organização de seminários
 

AS CIDADES : BIÉ Hotéis
Андулу | Камакупа | Катабола | Кемба | Куиту | Куньинга | Нареа | Шингуар | Шитембу | Todas as cidades da região

  ALL.BIZ: ANGOLA - EMPRESAS - PRODUTOS - SERVIÇOS - NECESSIDADES - CLASSIFICADOS
FEIRAS ANGOLA - NEGÓCIO FEITO - TRANSPORTE - MAPA
   Copyright © 1999-2010 All-Biz Ltd. All rights reserved.